ENTREVISTA - Conheça os jovens que despem-se de suas vontades, para serem instrumento da paz de Deus

Eles são mais que companheiros de palco, são amigos de longa data. Eles amam o que fazem e fazem de todo o coração, a ponto buscar horários pouco convencionais para  ensaiar. Eles apresentam ao público um espetáculo primoroso e recebem reconhecimento por onde passam. Sim, são muitos os prêmios e reconhecimento, mas nos bastidores, muitas lagrimas, suor, esforço e comprometimento. Conheça agora o Grupo Teatral que sabe muito bem o significado do versículo bíblico: "A tristeza pode durar uma noite, mas a alegria vem ao Amanhecer..."









Porque Cenáculo Cia Teatral?
Almoçando no Festival Semearte (2010)
“Cenáculo” é um grupo de pessoas com ideias e objetivos em comum, além de ser o lugar onde se comia a ceia ou o jantar e se faz orações. Ha várias citações bíblicas ao Cenáculo, e uma delas está em At. 2, 1-4, que diz: “E, cumprindo-se o dia de Pentecostes, estavam todos no cenáculo; e de repente veio do céu um som, como de um vento veemente e impetuoso, e encheu toda a casa em que estavam assentados. E foram vistas por eles línguas repartidas, como que de fogo, as quais pousaram sobre cada um deles. E todos foram cheios do Espírito Santo, e começaram a falar noutras línguas, conforme o Espírito Santo lhes concedia que falassem.” Assim, ungidos pelo Espírito Santo, unimo-nos com o objetivo comum de propagar a Boa Nova, assim como os apóstolos fizeram.
 
Missa de Ação de Graças
Vocês são de qual a igreja?
Somos membros da Igreja Católica Apostólica Romana, com sede na igreja matriz da Paróquia Nossa Senhora da Glória, em São João de Meriti, RJ.
Conto de Natal (2005)
Qual a data da fundação do Cenáculo?
Este dado é impreciso. Como as peças já aconteciam antes e a Cenáculo apenas continuou este trabalho, ninguém sabia a data de fundação. Este ano buscamos em registros antigos esta informação, e só o que pudemos ter certeza é que o grupo nasceu entre agosto e dezembro de 2003. Para ter uma data específica, discutimos o assunto e optamos por celebrar nosso aniversário no dia 04 de outubro, quando se comemora o dia de São Francisco de Assis.
Chiquinho, produzida desde 2003.
Falando em São Francisco de Assis, vocês estão com uma montagem sobre a vida deste personagem histórico, conta um pouco pra gente.
Chiquinho CRISTOARTE (2010)
Sim. O espetáculo "Chiquinho", narra a vida de São Francisco de Assis sob a ótica da cultura popular nordestina. O título da peça refere-se ao apelido carinhoso dado ao santo por José, João e Ritinha, três nordestinos que foram desafiados a narrar sua história de forma bem brasileira. Toda em ritmo de repente e literatura de cordel, duas características da cultura popular do Nordeste do Brasil, a peça mostra a história de "Chiquinho" desde que este era um “fanfarrão” e se importava apenas em curtir a vida até o momento de sua morte, após receber os estigmas de Cristo. Durante a encenação, surgem momentos marcantes da história do santo, que viveu entre os anos 1181 e 1226, como seu encontro com um leproso, que o fez repensar sua visão de mundo; os conflitos com a família por sua escolha em seguir o Evangelho e a linda amizade com sua sempre companheira, Clara de Assis. Um momento de destaque da peça é a reconstrução de uma igreja destruída, feita por Francisco e seus companheiros com muita fé e alegria.
Quais as outras peças encenadas? 
Nóssinhora da kombi  (2009)
 
Nestes sete anos de vida, já encenamos mais de quinze textos diferentes, entre Paixão de Cristo, natal e coroação. Além destes, temos uma série de esquetes.
José, Ritinha e João (Espetáculo Chiquinho)
Esquete
Então, o Cenáculo nasceu da determinação de 4 jovens?
Paixão de Cristo (2009)
Pode se dizer que sim. Nossa igreja sempre teve a tradição de fazer peças em datas comemorativas, principalmente a Paixão de Cristo. Durante certo período, o grupo jovem assumiu as peças. Quando este deixou de existir, quatro jovens da paróquia, Camila Fagundes, Rafael Pinna, Melina Sudré e Vinicius Baião (três deles são membros até hoje), resolveram iniciar um grupo que trabalharia exclusivamente o teatro. Pouco a pouco, outras pessoas foram entrando para o grupo e assumimos anualmente a produção de três peças: coroação de Nossa Senhora, Paixão de Cristo e Natal, além de outras esquetes e peças para eventos e retiros. Nos primeiros seis anos fizemos apresentações apenas na nossa igreja-sede. Porém, o padre de nossa igreja, Benedito Daniel Zanobia, foi remanejado para outro bairro e nos convidou para fazer apresentações em sua nova paróquia. Através dele, conhecemos outros padres que também nos fizeram convites e daí para frente começamos a receber cada vez mais convites. O padre Benedito, hoje, é padrinho do grupo, junto com a catequista Juçara Pinna.
Como vocês lidam com a questão de ensaio-agenda pessoal de cada um?
A maioria das pessoas que está no grupo hoje já tem um longo período de caminhada em comum. Assim, fomos aprendendo a lidar com os compromissos pessoais de cada um e tentar conciliá-los à vida do grupo. Como a maioria dos membros trabalha durante o dia e estuda à noite, é muito comum, quando estamos às vésperas de apresentações, marcarmos ensaios às 05h da manhã ou por volta de 23:30h., que acabam sendo os únicos horários que temos em comum durante a semana. Isso sem contar os incessantes e-mails que trocamos durante o dia em relação à agenda e às pendências do grupo. Graças a Deus, a maioria de nós trabalha com acesso à internet.
Missa de açao de Graças
O Cenáculo recebe apoio ou patrocínio de algum órgão?
Temos o apoio da nossa Diocese, de algumas paróquias e do Colégio Guararapes. Quando temos algum evento ou peça para produzir, buscamos patrocínios com os comerciantes locais. Fazemos material de divulgação (filipetas e cartazes) e colocamos a logomarca destas pequenas empresas que nos apóiam.
 No meio cristão evangélico, o ministério de teatro enfrenta muitas dificuldades para manter o ministério. Como é isso no meio católico?
Conosco não é diferente. Já passamos por muitos momentos difíceis, mas procuramos seguir em frente e acreditar que tudo acontecerá conforme a vontade de Deus. Todos os momentos complicados que surgiram foram seguidos de fatos que fizeram o grupo crescer. Quando houve a troca de padres, ampliamos o nosso trabalho para outros lugares. Quando ficamos impossibilitados de ensaiar na igreja, conseguimos apoio de um colégio e hoje temos um pequeno auditório disponível para nós.
O Diretor do Cenáculo, Vinicius Baião é ator profissional. E os outros integrantes do Cenáculo?
Sim, nosso diretor, Vinicius Baião, é ator profissional. Nós fazemos teatro amador. Alguns atores do grupo já buscaram cursos, mas agora é que estamos começando a pensar mais em uma profissionalização. Com o crescimento do grupo, começamos a buscar oficinas gratuitas que surgem pelo estado.
A montagem Chiquinho tem dado muita visibilidade, prêmios e reconhecimento ao Cenáculo. Mas, atrás desse reconhecimento todo há muita luta. Conte o episodio ocorrido no CRISTOARTE 2010.
Acho que todos nós do Cenáculo concordamos que um dos momentos mais marcantes de nossa história, é também um dos momentos mais difíceis que passamos. Quando estávamos prontos para ir para o CRISTOARTE em SP (somos do RJ), depois de trabalharmos durante meses para arrecadar o dinheiro necessário, tivemos um problema com a empresa de transporte, já contratada, e ficamos sabendo, no dia da viagem,  que ela não poderia fazer a viagem. Foi mais complicado ainda, porque éramos os responsáveis pelo aluguel do ônibus, que levaria também outro grupo, o El Shamah. 
 
Cenáculo e El Shamah no CRISTOARTE
Enquanto outros grupos poderiam se revoltar conosco, o El Shamah foi companheiro durante todo o tempo e conseguimos o transporte para eles às duas da manhã. Quanto a nós, não tínhamos como ir, porque nossa parte do dinheiro tinha sido depositada na conta da empresa e não era possível resgatá-lo a tempo de alugar outra van para chegarmos no horário de nossa apresentação marcada para a manha de sabado. No sábado pela manhã, a Organização do CRISTOARTE ligou para nós e disse que todos os grupos do festival estavam recolhendo dinheiro para custear nossa viagem, que era para irmos e iríamos nos apresentar no domingo. Alugamos uma van em cima da hora e chegamos no segundo dia do evento para apresentar Chiquinho no CRISTOARTE. Foi emocionante saber que todos os grupos colocaram o amor de Cristo acima de qualquer competitividade que um festival pode suscitar. Chiquinho ganhou o festival, mas nós do Cenáculo, ganhamos bem mais que o festival, ganhamos a certeza de que estamos no caminho certo e ganhamos também um grupo irmão, o El Shamah, com quem dividimos nossas angustias antes do festival e com quem também já dividimos ótimos momentos depois que voltamos de viagem.
O Cenáculo aprendeu que no fim das contas, Deus faz tudo dar mais certo do que daria se fosse da forma que gostaríamos que Ele fizesse.
Vocês já participaram de festivais e mostras de teatro e foram premiados. Fala pra gente desses prêmios.
Sim. Quando o grupo começou, em 2003, participou de alguns festivais de esquetes. Mas apenas este ano de 2010 retomamos a participação em festivais, com a peça Chiquinho, que foi também uma das primeiras montagens do grupo, em 2004. Abaixo o histórico de nossas premiações.
13º Cristoarte (Campos Elíseos – SP / 2010) - 7 indicações e prêmios de Melhor Ator Coadjuvante (Leandro Fazolla), Melhor Espetáculo e 1º lugar e Campeão Geral.
Cenáculo convida El Shamah para subir ao palco receber junto o prêmio no CRISTOARTE.
5º Festeatro Interdenominacional (Belford Roxo - RJ / 2010) - 4 indicações e prêmios de Melhor cenário, Melhor figurino e 3º lugar geral.
5º Circuito Mix de Esquetes (Nova Iguaçu - RJ / 2010) - 4 indicações
7º Festival de Teatro Sacro Semearte (Brooklin-SP / 2010) - 4 indicações e prêmios de Melhor Atriz (Camila Fagundes), Ator Revelação (Leandro Fazolla), Melhor Figurino, Melhor Cenário, Melhor Espetáculo e 1º lugar e Campeão Geral.
Festival Semearte 2010 - Campeão Geral
II Festival de Esquetes do Centro Cultural Meritiense (São João de Meriti-RJ / 2003) - 3 indicações e Prêmio de melhor ator (Vinicius Baião)
Festival de Esquetes Biarte (Tijuca-RJ / 2003) - 3 indicações e Prêmio de melhor ator (Vinicius Baião)
O Espetáculo Chiquinho está com apresentações marcadas. Quais as datas em outubro?
Dia 02 – 9h.: Colégio Santa Maria – Centro, São João de Meriti – RJ;
Dia 03 – 18h.: Comunidade São Francisco de Assis – São Gonçalo – RJ;
Dias 09 e 10: Entepola – Encontro de Teatro Popular Latino-Americano – Colatina – ES;
Dia 16 – 18h.: Comunidade São Sebastião – Gramacho, Duque de Caxias – RJ;
Dia 17 – 09h.: Instituto São Bento – São Bento, Duque de Caxias – RJ.
Nossas apresentações estão sempre atualizadas no nosso blog:  www.cenaculociateatral.blogspot.com
Como fazer para convidá-los para uma apresentação?
Basta mandar e-mail para cenaculociateatral@gmail.com ou ligar para 21 95019062  e falar com Leandro Fazolla.
Sabemos que o Cenáculo tem tido repercussão na mídia impressa e virtual. Onde podemos ler as noticias publicadas sobre o Cenáculo? 
Jornal O Globo
Além do site Arena de Cristo, parceiro e apoiador do Cenáculo, há outros sites relacionados aos festivais que participamos. Já saímos diversas vezes no jornal de nossa Diocese, Pilar; no informativo C3 – Cristãos Católicos em Comunicação; e nos jornais O Globo e Extra, além de uma pequena nota no jornal O Dia. As matérias podem ser vistas no nosso blog ou no nosso orkut .
Onde podemos encontrá-los na internet?
ORKUT - cenáculo Cia. Teatral e no TWITTER - @cia_cenaculo e em nosso blog.

Qual o lema do Cenáculo?
“Que se faça de todo palco um Altar!”
Deixem um recado para os arenautas.
“Os discípulos partiram e percorriam os povoados, anunciando a Boa Nova e fazendo curas em todos os lugares.”  Lc 9, 6. Assim como Cristo os enviou a proclamar o Reino de Deus, nós todos devemos, com os nossos Dons das Artes e renovados pelo Espírito Santo, levar as maravilhas de um Deus tão amável como o nosso. A caminhada do cristão é difícil, muitas pedras estarão em nossas vidas, mas nós da Cenáculo podemos dar nosso testemunho de que a Misericórdia do Nosso Senhor Jesus Cristo está acima de qualquer dificuldade.
“Precisamos de Santos que gostem de cinema, de teatro, de música, de dança, de esporte. Precisamos de Santos sociáveis, abertos, normais, amigos, alegres, companheiros. Precisamos de Santos que estejam no mundo; e saibam saborear as coisas puras e boas do mundo mas que não sejam mundanos".  João Paulo II em carta aos jovens
Nós, jovens, somos agraciados por aceitar tal chamado, de evangelizar com nosso corpo, nossa fala, nossa alma e com todo nosso ser.
Que todos nós, juntos, façamos destes palcos da vida, altares do Senhor!